Chanceller
Chanceller
 
   
 
 

Seja bem-vindo ao mundo dos negócios internacionais

 
A importação e exportação é o último estágio em competitividade que sua empresa pode alcançar, independente se atua no comércio ou na industrialização. Suas opções de compra e venda devem ser globais pois as empresas no exterior podem lhe trazer propostas até hoje não vistas no mercado nacional. A viabilidade não é certa, mas sua comparação deve ser obrigatória. A globalização é irreversível e está muito mais acessível que você possa imaginar.
Profissionalize seu departamento de Comércio Exterior.
Atue com procedimentos e previsibilidade.
As Pesquisas, Inspeções, Cálculos, Informações e Gestão, estão aqui, ao seu alcance.

   

IMPORTAÇÃO - Motivos para sua empresa atuar

  • redução de custos
  • ampliação da diversidade
  • sujeito a inovações
  • aumento de credibilidade
  • adquire mais experiência
  • reduz risco de escassez
  • aumenta sua competitividade
  • flexibiliza impacto da inflação

EXPORTAÇÃO - Motivos para sua empresa atuar

  • elevação dos lucros
  • adquire mais experiência
  • proveito de escassez no exterior
  • aperfeiçoa procedimentos
  • atenua impacto da inflação
  • eleva sua credibilidade
  • amplia suas opções de crédito
  • proveito aos estímulos do governo
 

Agora acesse o nosso link serviços e conheça cada produto elaborado para sua necessidade ou entre em contato e agende uma visita.

 

▪ PRODUTOS IMPORTADOS

 

▪ PRODUTOS EXPORTADOS

  • importação de PRODUTOS QUÍMICOS
  • importação de MÁQUINAS e EQUIPAMENTOS
  • importação de MATERIAIS para CONSTRUÇÃO
  • importação de FERTILIZANTES
  • importação de VEÍCULOS e ACESSÓRIOS
  • importação de AERONAVES
  • importação de DEFENSIVOS AGRÍCOLA
  • importação de AUTOPEÇAS e PNEUS
  • importação de VIDROS, ALUMÍNIO, AÇO, FERRO...
  • importação de MÓVEIS e DECORAÇÃO
 
  • exportação de GRÃOS e DERIVADOS
  • exportação de CARNES e MIÚDOS
  • exportação de COURO BONINO / GELATINAS
  • exportação de MADEIRA e DERIVADOS
  • exportação de ALGODÃO e DERIVADOS
  • exportação de MINERAIS / OURO
  • exportação de DIAMENTE
  • exportação de COMBUSTÍVEIS
  • exportação de CIMENTOS
  • exportação de BEBIDAS
 

PERGUNTAS FREQUENTES sobre importação e exportação

- POSSO FAZER UMA IMPORTAÇÃO SEM PRECISAR COMPLETAR UM CONTÊINER?

 

- CONSIGO OBTER O FLUXO DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE UM DETERMINADO PRODUTO?

Sim! No mercado internacional sua importação pode vir em contêiner LCL o que significa uma consolidação entre cargas de outros importadores. Deve Considerar a condição de venda do exportar, se permite exportar baixa quantidade.
 
Sim! Poderá obter os valores médios de venda nas exportações, países importadores, cidades exportadoras, portos ou aeroportos utilizados, entre outras informações relevantes para sua estratégia comercial de exportação, logística ou tributária. Estes dados também estão disponíveis para Importação.

- TENHO UMA EMPRESA IMPORTADORA MAS PRECISO FINANCIAR MINHA IMPORTAÇÃO, É POSSÍVEL?

 

- CONSIGO ANTECIPAR O RECEBIMENTO DAS EXPORTAÇÕES NEGOCIADAS?

Sim! Existe, em todos os bancos, o FINIMP (Financiamento à Importação) no qual o banco no Brasil capta recursos no exterior, desconsiderando portanto qualquer variação da SELIC, repassando-o ao importador. O recurso não cobrirá o pagamento dos tributos federais e estadual II/IPI/PIS/COFINS/ICMS.
 
Sim! Há no mercado as Antecipações Cambiais, ACC quando a mercadoria ainda será embarcada para exportação e ACE quando se pode comprovar seu embarque. Estes contratos de exportação podem ser comprovados e assim antecipados pelos Bancos.

- QUERO INICIAR AS IMPORTAÇÕES PELA MINHA EMPRESA, QUAIS PROCEDIMENTOS DEVO TOMAR?

 

- MEU PRODUTO EXPORTADO PODE SOFRER TAXAÇÃO OU EXIGÊNCIAS ESPECÍFICAS?

Inicialmente será necessário credenciar sua importadora na Receita Federal de sua jurisdição, conhecido como RADAR ou acesso ao SISCOMEX. Além deste procedimento, haverá outros credenciamentos que dependerá do produto importado e modal utilizado. Se a importação vier por navio, será necessário o cadastro na Marinha Mercante, terminal portuário. Se o produto importado exigir anuência no MAPA, ANVISA, entre outros, novos credenciamentos serão necessários.
 
Sim! São raras, mas há exceções no qual o governo brasileiro cobrará o Imposto de Exportação. É muito importante certificar se o produto tem anuência prévia de exportação. Os órgãos de controle são: ANEEL, ANP, ANVISA, CNEN, DECEX, DNPM, IBAMA, MCTI, MIN. DA DEFESA, EXÉRCITO e POLÍCIA FEDERAL.

- COMO POSSO ESCOLHER A LOGÍSTICA ADEQUADA?

 

- QUAL A FUNÇÃO DO DESPACHANTE ADUANEIRO?

Os produtos que são transportados no modal aéreo geralmente são de alto valor agregado, peças de reposição que exigem urgência na entrega ou produtos perecíveis. Salvo outras exceções, as cargas serão transportadas por navios (mais econômico) ou caminhões. Considere sempre que cada operação exige um estudo detalhado para melhor definição da logística.
 
A principal função do Despachante Aduaneiro é de desembaraçar o processo de importação ou exportação. Geralmente é responsável pela conferência documental e apresentação aos órgãos anuentes para liberação da carga importada ou exportada. Estará representando sua empresa sob amparo de Procuração e cadastramento de seu CPF no SISCOMEX(Radar).

- MINHA IMPORTADORA ESTÁ SITUADA NO ESTADO X, PRECISO TRAZER MINHA IMPORTAÇÃO ATÉ MEU ESTADO?

 

- COMO DEFINO A NCM DO MEU PRODUTO?

Não! Seu domicílio não limita a utilização dos portos ou aeroportos, não limita a Aduana no qual será desembaraçado seu produto importado e também não pode exigir sua entrada física. Talvez teria uma perda no possível benefício fiscal estadual que exija o desembaraço aduaneiro na Aduana de seu território, geralmente um Porto Seco (EADI) ou Zona Primária (Portos/Aeroportos/Pontos de Fronteira).

 
Tanto um exportador como um Importador deverá ter a certeza da classificação fiscal de seu produto. Recomendamos sempre que confira as NFs de entrada ou de Saída das transações no mercado interno para obter a NCM que ali consta composta por 08 dígitos. Caso não tenha esta referência, deverá obter os detalhes da carga e solicitar a classificação, pois esta NCM dará base aos tributos e procedimentos no Brasil e no exterior.

- IMPORTAÇÃO VIA PORTO SECO DE CUIABÁ É MAIS ECONÔMICA?

 

- POSSO REPRESENTAR MINHA EMPRESA NO PROCESSO DE DESEMBARAÇO SEM DESPACHANTE ADUANEIRO?

Não é certo! A vantagem na redução tributária(ICMS), salvo credenciamentos prévios, não garante redução financeira pois o custo da logística, trazendo o produto via DTA para o EADI (Porto Seco) de Cuiabá, é mais alto. Com isso, é necessário um Estudo de Viabilidade para que tenha comparação entre as duas opções, nacionalizar na alfândega de entrada no Brasil ou via EADI.

 
Sim! A Receita Federal permite que sócios e funcionários da empresa importadora/exportadora possa representar o interessado, munido de seus documentos e comprovações. Não há obrigação legal que exija a figura do despachante aduaneiro, mesmo tendo nele uma boa ajuda no processo de liberação da importação/exportação.
Pin it Chanceller
Chanceller Gestão ao Mercado Internacional
[65] 4141 4540
Av Historiador Rubens de Mendonça n.990, sala 3B 78008-000 Cuiabá, Brasil
 
 
www.chanceller.adm.br Brasil - Pátria Amada
Chanceller Gestão ao Mercado Internacional - CNPJ 14.089.178/0001-65